terça-feira, 17 de maio de 2011

Verificação de Português

Vão começar as VERIFICAÇÕES! Precisamos ESTUDAR para NOS SUPERAR, não é?...
Então, leia com atenção as RESENHAS abaixo. Elas farão parte da VERIFICAÇÃO de PORTUGUÊS:


Histórias aladas

Heloisa Prieto conta como melros, abutres, garças e outras aves voam na imaginação de muitos povos

GABRIELA ROMEU

EDITORA-ASSISTENTE DA FOLHINHA

Andorinhas encantadas, pássaros que soltam raios e trovões, abutres cheios de filosofia. Essas aves (e outras tantas reais ou imaginárias) têm suas aventuras contadas em "O Livros dos Pássaros Mágicos" (editora FTD; R$ 35,60).
As histórias foram recontadas por Heloisa Prieto, que bem se lembra de ficar quietinha, tentando distinguir os sons dos pássaros lá na sua infância. Talvez as aves tenham assobiado contos de vários lugares do mundo para a menina.
São contos que trazem a bela Oxum, orixá (deusa) africana das águas doces, que se transformou no pássaro Iworo para conquistar a liberdade -e virou a protetora das aves. Numa história siberiana , ela narra como o melro ganhou a cor da noite.
Depois de ler o livro, não dá para observar uma águia deslizar no ar ou ouvir um pássaro azul cantar lindamente sem voar longe com a imaginação.
PÁSSARO AZUL
É um príncipe encantado por uma bruxa. Apaixonado pela bela Florina, canta uma triste melodia.
TXUNÔ
Menino Baki e Txunô, a andorinha mágica, voam rumo à liberdade na história indígena do povo caxinuá.
FÊNIX
Pássaro sem outro igual. A cada mil anos a Fênix morre, vira cinzas e depois renasce. É ajudante de Febo, deus do sol.

Fonte: FOLHINHA, 07/05/2011

Piolhos e Liberdade para ser curumim

O autor cresceu, mas guardou consigo as memórias da infância passada na aldeia dos Mundurukus, no interior do Pará. Nestas páginas ele reúne oito causos sobre valores indígenas. Hoje, Daniel diz que escreve como quem cata piolho: é como se abraçasse e protegesse o pequeno leitor ao sussurrar histórias. Como aprendeu com os pais que criança não é adulto em miniatura, teve liberdade para ser um curumim completo. Essa lição transparece em seus textos.
Catando Piolhos, Contando Histórias
Autor: Daniel Munduruku
Ilustrador: Maté
Número de páginas: 48
NOVA ESCOLA, n. 194, ago. 2006

Qual dos livros acima despertou seu interesse?....Por quê?

9 comentários:

Anônimo disse...

Vero gostei muito das resenhas



bjs Anonimo

Claudia Livrita disse...

Adorei a primeira resenha do livro da Heloísa Prieto. É um convite para embarcarmos o mundo da leitura!

Anônimo disse...

OI VERÔ EU CONCORDO COM A CLAUDIA A PRIMERA RESENHA E DIVERTIDO

Hani Serhan 5anoA

soreleesdolce disse...

oi,verô gostei mais da primeira resenha faz a gente entrar na història è`muito divertida.


Ana Beatriz 5anoA.

DÉBORA 5ºE disse...

Há primeira Historia porque ela faz voce viajar nela.

GIGI SCABIO disse...

Eu gostei da primeira história, porque só dando um pouquinho de informação te fais viajar no livro e é por isso que tive mais mais interesse nesse livro!

Patricia 5e disse...

O livro que me despertou mais interesse foi o primeiro, pois faz a gente viajar na historia.
Enfim, gostei de todos!
Abraços de Patricia 5e

Thiago 5ºE disse...

vero eu gostei da primeira pois faz as pessoas viajar nela!_!

Green Village disse...

Vero, gostei mais da primeira resenha, pois do jeito que eu sou curioso quero saber como melro ganhou a cor da noite!