quarta-feira, 30 de março de 2011

Momento de Estudo - Língua Portuguesa

2010, o ano dos terremotos?
(Ilustração: Mario Bag).
Descubra se novos tremores de terra podem acontecer nos próximos meses e atingir o Brasil
Por: Debora Antunes, Instituto Ciência Hoje/RJ
O ano mal começou e dois grandes terremotos já assustaram o mundo: um no Haiti, em janeiro, e outro no Chile, em março. Com esses acontecimentos, surge o medo: estamos seguros no Brasil? Afinal, o Chile é nosso vizinho e o Haiti, na América Central, nem está tão longe assim. Será, então, que 2010 é o ano dos terremotos?
Sem pânico
Segundo o geofísico George Sand França, do Observatório Sismológico de Brasília, não há motivos para pânico. “É difícil acontecer um terremoto no Brasil”, diz ele. E a explicação para isso é simples.
Imagine você que a superfície do nosso planeta pode ser comparada a um quebra-cabeça. Isso porque ela se divide em enormes blocos de rochas, as placas tectônicas, que estão em constante movimento. Por se moverem, essas placas podem se chocar. E quando isso acontece, temos um terremoto: a terra treme! Algo que é sentido com muito mais intensidade em locais que estão bem na beirinha das placas tectônicas. O que não acontece com o Brasil! O nosso país está localizado bem no meio de uma placa tectônica, não na borda. Portanto, mais distante do lugar exato onde há o choque entre as placas tectônicas e onde os tremores apresentam força total.
No Brasil, só reflexos
Em nosso país, o que podemos sentir são reflexos dos grandes tremores, que ocorrem nas bordas das placas tectônicas. Por exemplo, reflexos dos tremores que sacudiram o Chile. “É algo menos intenso, mas que não pode ser ignorado”, conta George França. “O importante que as cidades grandes desenvolvam estrutura adequada para lidar com situações como essas.” É o caso do Japão, que por ter tantos terremotos, aposta em construções mais resistentes para enfrentá-los.
Cada vez piores?
Além de despertar o receio de que um terremoto aconteça no Brasil, as cenas de destruição vistas no Chile e no Haiti levaram muitas pessoas a ter a impressão de que os tremores de terra estão cada vez mais frequentes e fortes em todo o mundo. Mas será que isso é verdade?
George conta que não. Ele explica que a intensidade dos terremotos mais recentes tem sido semelhante a outros ocorridos em anos anteriores. O que torna os terremotos no Haiti e no Chile mais assustadores é o fato de eles terem ocorrido em áreas onde vive um grande número de pessoas. Antigamente, a população das cidades era pequena. Não havia tantas construções. Por isso, um terremoto de 7 graus na escala Richter gerava menos mortes e destruição do que hoje em dia, quando as cidades têm mais habitantes e edifícios.
O próximo já está a caminho?
E para quem pensa que 2010 será o ano dos terremotos, o geofísico lembra que tremores de terra acontecem todos os anos. “A gente é que esquece”, diz. Ou será que você lembra que, em 2008, um terremoto de grande intensidade sacudiu a China e, em 2007, o mesmo aconteceu no Peru?
Ah! E não é porque aconteceram dois terremotos neste ano que um próximo deve estar a caminho. É verdade que, apesar de muitos estudos, ainda não há como prever quando nem onde vai ocorrer o próximo tremor. Mas a ciência está aí para nos mostrar o que é verdade – e o que é apenas fantasia – com relação aos terremotos. Então, vamos fazer um acordo? Não dê ouvido a exageros e... nada de pânico!
O ano dos terremotos 2
Veja placas tectônicas que formam a superfície do nosso planeta. Em vermelho, estão os limites desses blocos de terra (gráfico: Nato Gomes).
Medindo terremotos

Criada em 1935 por Charles Francis Richter, a escala Richter mede a magnitude de um terremoto, ou seja, a quantidade de energia desprendida por ele. Até hoje, o terremoto de maior magnitude atingiu 9,5 graus e aconteceu no Chile, em 1960.
Acesso em: 30/03/2011
Qual a informação que você achou mais

interessante?...Comente!

16 comentários:

victor gallego disse...

eu achei mais interessante a parte do panico

Anônimo disse...

Eu adorei tudo principalmente a parte que fala ( SEM PANICO ) eu concordo com o que a Verô disse que era melhor ler antes porque olha o tamanho do texto


Giovanna 5 ano A

Anônimo disse...

Lendo e relendo se estuda! Miguel Ribeiro 5 ano A

lucas b disse...

a parte que eu mais gostei foi :no brasil, so reflexos.Vero, você esta certa!

Clarissa R. disse...

OI gente , eu concordo que o texto é grande mais é super interessante.
Eu gostei mais da parte: Sem Pânico.
Agora eu já estou mais calma , já sei que não pode acontecer um TERRREMOTO aqui no Brasil , graças
a Deus.
BEIJOS CLARISSA RODRIGUES ALVES.

Leo Longo disse...

Achei mais interessante a magnitude do mais forte terremoto.
LEO LONGO

Anônimo disse...

oi 5ºano,aqui é a Julia, a parte que mais gostei é saber que o Brasil está dentro de uma rocha tectônica e não em uma beira da placa...ufaaaa
Julia 5ºA

thiago 5ºE disse...

Eu achei a parte mais interesante foi a parte que fala : Sem pânico e anda bem que estamos no meio da tectônica ainda bem !!!

thiago 5ºE disse...

Eu achei a parte mais interesante foi a parte que fala : Sem pânico e ainda bem que estamos no meio da tectônica ainda bem !!!

Giovanna Salim 5 ano E disse...

Gostei muito da parte que fala nada de pânico!Bem, fiquei sossegada ao saber que estamos no meio de uma placa tectônica.Ufaaaaaaaaaa!!!!!
Beijos e abraços,
Gi Salim

Giovanna Salim 5 ano E disse...

Gostei muito da parte que fala nada de pânico!Bem, fiquei sossegada ao saber que estamos no meio de uma placa tectônica.Ufaaaaaaaaaa!!!!!
Beijos e abraços,
Gi Salim

Bruna B. 5 F disse...

oi gente
eu adorei este texto, e mais aida a parte SEM PANICO!!!
.**.**.beijos Bruna B.

Anônimo disse...

Gostei muito da parte que fala:Nada de pânico!Ainda bem que estamos em uma pacla tectônicas.Que sustooooooooo!!!!!!!

Bjs Giovanna Scabio5E

Mônica 2702 :: disse...

Oie Verô,
Tudo bem? Olha como tenho boa memória. NUMA PROVA DE PORTUGUÊS DO ANO PASSADO, A GENTE TEVE UM TEXTO FALANDO SOBRE ISSO.
saudades de vc e da marcia, eu amo vocÊs muito, e todos as pessoas que cairam com vc e com a marcia sao sortudas, e com as outras profs também, mas, vocês são muito especiais, viu?
Beijossssssssssssss,
Clara-5ºA(2010)

Anônimo disse...

eu adorei o texto gostei mais da parte que eles falam SEM PANICO

CAMILLE bj disse...

eu gostei quando falou do maior terremoto que atingiu 9,5

beijinhos pra todos

a

http://www.jornaldoquintoanodamanha.blogspot.com/