domingo, 23 de maio de 2010

MOMENTO DE ESTUDO DE LÍNGUA PORTUGUESA

LEIA ESSE TEXTO. TRATA-SE DE UM CONTO ETIOLÓGICO, OU SEJA, UM CONTO POPULAR - ASSIM COMO AS LENDAS - QUE EXISTE PARA EXPLICAR A CRIAÇÃO E AS CARACTERÍSTICAS DE UM SER, LUGAR OU FENÔMENO DA NATUREZA.
VOCÊ VAI RELÊ-LO NA VERIFICAÇÃO...ENTÃO, MUITA ATENÇÃO!

O que pode acontecer quando um elefante, um hipopótamo e uma tartaruga resolvem competir para saber quem é o mais forte?...

COMO A TARTARUGA VENCEU A BRIGA COM O ELEFANTE E O HIPOPÓTAMO

O Elefante e o Hipopótamo costumavam fazer as refeições juntos e eram bem amigos. Um dia, quando estavam jantando, apareceu uma tartaruga dizendo que, embora os dois fossem grandes e fortes, nenhum deles seria capaz de puxá-la para fora do rio com uma corda, e ofereceu ao Elefante dez mil varas de prêmio se conseguisse tal proeza no dia seguinte. O Elefante, vendo a pequena Tartaruga, disse desdenhosamente:
- Pois eu lhe darei vinte mil varas se não conseguir puxá-la.
Assim, no dia seguinte, a Tartaruga providenciou uma corda bem forte e, entrando no rio, por sinal um lugar que conhecia muito bem, amarrou uma das pontas em uma enorme pedra. A outra ponta entregou ao Elefante para que ele puxasse. Em seguida, voltou para o rio e ficou escondida. Na maior tranquilidade, o Elefante deu um puxão, certo de que seria fácil demais. Nada aconteceu. O sorriso morreu em seus lábios, e ele puxou com mais força. Nada. Agora com força e muita raiva. Novamente nada. O suor começou a escorrer, e a raiva aumentou. O Elefante puxou com toda a força que tinha, e, como era de esperar, a corda arrebentou.
Antes que fosse desmascarada, a Tartaruga foi imediatamente até a pedra e desamarrou a corda, amarrando-a em uma de suas patas. Saiu da água mostrando-a a todos que a esperavam na margem do rio. Ainda bem contrariado, o Elefante foi obrigado a admitir que fracassara. A Tartaruga vencera e, portanto, levou as vinte mil varas prometidas.
Passou-se algum tempo,e a Tartaruga, que desde então vivera muito feliz com sua esposa, gastando o que ganhara do Elefante, viu suas economias diminuirem de forma preocupante. Resolveu valer-se do mesmo truque para enganar o Hipopótamo e conseguir mais uma grande quantidade de varas. É claro que o Hipopótamo concordou imediatamente. Mas impôs uma condição: dessa vez ele que ficaria dentro d´água, e a Tartaruga em terra firme. Ela concordou e amarrou a ponta da corda na pata do Hipopótamo, que rapidamente entrou na água. Assim que ele virou as costas, ela amarrou a outra ponta no tronco de uma forte árvore na margem do rio.
Pobre Hipopótamo! Ocorreu com ele o que havia ocorrido com seu amigo Elefante. Puxou, puxou, puxou...E, quanto mais puxava, mais cansado ia ficando. Quando percebeu que todo o seu esforço era inútil, deu-se por vencido e decidiu sair do rio.
O Hipopótamo reconheceu que a Tartaruga era mais forte do que ele e, com muita má vontade, pagou as vinte mil varas prometidas. Um pouco depois, juntou-se ao Elefante e eles decidiram se tornar amigos da Tartaruga, já que os dois a consideravam tão forte quanto eles, o que nã era bem assim, pois a sua força não se encontrava no seu físico, mas sim, na sua inteligência.
Agradecida, a Tartaruga disse que, como não poderia viver em dois lugares ao mesmo tempo, mas gostaria de partilhar do convívio de seus novos amigos, deixaria seu filho convivendo com o Elefante em terra firme, enquanto ela própria viveria na água, junto do amigo Hipopótamo.
Isso explica por que as Tartarugas vivem tanto na água quanto em terra firme.

Júlio Emílio Braz. Lendas da África. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

Gostou desse conto?...Que trecho chamou mais sua atenção?....

15 comentários:

Jornal Especial disse...

Eu amei mmmmmmmmmmmmmuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiitttttttttttoooooooooo esse conto!
O trecho que mais me chamou a atenção foi "Agradecida, a Tartaruga disse que, como não poderia viver em dois lugares ao mesmo tempo, mas gostaria de partilhar do convívio de seus novos amigos, deixaria seu filho convivendo com o Elefante em terra firme, enquanto ela própria viveria na água, junto do amigo Hipopótamo"

João Vitor disse...

Eu o Jão Vitor quinto a gostie mais da parte em que o elefante não consegue puxar uma tartaruga ahahhhahahah.

Rahira-5ºA disse...

oii , eu gostei desse conto pois ele tras uma liçao muito importante que é : a inteligencia é a mais forte do que a força fisica . o trecho que eu mais gostei foi esse :
Agradecida, a Tartaruga disse que, como não poderia viver em dois lugares ao mesmo tempo, mas gostaria de partilhar do convívio de seus novos amigos, deixaria seu filho convivendo com o Elefante em terra firme, enquanto ela própria viveria na água, junto do amigo Hipopótamo.
Isso explica por que as Tartarugas vivem tanto na água quanto em terra firme.
Bjsssss Rahira - 5ºA

Rafa* 5º A disse...

Oii,
Amei esse conto, pois demonstra como a amizade traz confiança para as pessoas, mas foi uma amizade onde a Tartaruga precisou usar a inteligência para se tornar amiga do Elefante e do Hipopótamo.
A parte em que mais gostei foi quando eles viraram amigos, ao ponto da Tartaruga entregar o seu próprio filho para o Elefante.
Abraços e BOA SORTE à todos na prova
Beijos Rafa*

Anônimo disse...

Oi,

Gostei muito do texto, a parte mais interessante para mim foi quando a tartaruga deixa seu fiho morar em terra firme com o elefante e ela mora com o hipopótamo. Outra parte interessante é que a inteligência venceu a força física.
beijos,
Hosni-5a

Monique disse...

oi gente tudo bem ,vcs nao acharam legal a ideia da vero colocar o momento de estudo no blog, eu achei super divertido pq assim nos estudamos pelo blog e na hora da prova agente ja sab o que que se trata ....bjus grnade 5°B....

cłαяα♥cαsтαgηα♥ disse...

Bem...

a parte q mais me chamou a atenção foi quando a tartaruga disse que o Elefante e o Hipopotamo não iam conseguir puxar ela de dentro do rio,porque, é claro vida real , seria ao contrário ! Será mesmo?SEI -LA

SO SEI QUE NÃO QUERO SABER

BEJINNN

Nanda disse...

Oiiiiiii!
Eu adorei esse conto, pois nos ensina uma coisa boa; ser forte, não seria pela forma física, mas sim,pela inteligência!O trecho que mais me chamou atenção foi:Agradecida, a Tartaruga disse que, como não poderia viver em dois lugares ao mesmo tempo, mas gostaria de partilhar do convívio de seus novos amigos, deixaria seu filho convivendo com o Elefante em terra firme, enquanto ela própria viveria na água, junto do amigo Hipopótamo.
Isso explica por que as Tartarugas vivem tanto na água quanto em terra firme.
Beijinhoos!

Anônimo disse...

Achei muito legal esse conto pois mostra que se você usar a inteligência, pode até ganhar um desafio ou uma proposta memo sendo bem piqueno.
A parte que mais apreciei foi quando todos viraram amigos!!

Bjs Rô*♥

Anônimo disse...

eu amei o conto,foi o que eles forão ser amigos dele


Raquel 5ºa

Anônimo disse...

oi vero,
eu gostei bastante da parte do texto em que explica porque as taratrugas terrestres ou maritimas existem !Vero vc sabia que a tartarugas terrestres sao chamadas so de cagados nao podem ser chamadas de tartarugas porque so as maritimas sao tartarugas ? Entao eu nao gostei que a tartaruga(ou cagado nao sei) usa a experteza como uma forma de reaproveitamento , e isso eh errado ! eu ja vi este conto recontado de uma outra forma no qual a moral era a experteza maior era tambem a mais forte e que a historia relatava que o elefante e hipopotamo tambem foram espertos mais a tartaruga foi mais!O ano passado minha irma escreveu uma fabula em forma de rap com rimas no final no qual a moral era a mesma que o conto quero colocar agora o quanto as tartarugas sao fortes mesmo veja vero:
O casco tem duas camadas. Por baixo é osso, feito de cálcio, parecido com o humano. Por cima, existem placas de um tecido semelhante ao da nossa unha, só que muitíssimo mais duro. São elas que compõem aquelas figuras coloridas que adornam a carapaça. A combinação de osso e unha forma uma blindagem maciça, que cobre praticamente todo o corpo do bicho e serve como proteção. A necessidade da casca deriva da lentidão que caracteriza a tartaruga. Como ela não consegue correr, a exemplo de outros animais, tem que se esconder em algum lugar, e nada melhor do que levar o refúgio nas costas. Quando se vê ameaçada, puxa a cabeça e os membros para dentro e poucos são os predadores que conseguem tirá-la de lá. A onça, que quebra e abre o casco, é um deles.

Graças a essa armadura permanente é que as tartarugas habitam a Terra há tanto tempo. As primeiras foram contemporâneas dos dinossauros, há mais de 200 milhões de anos. Os desenhos animados sugerem que ela pode largar o seu casco e voltar para dentro dele na hora que bem entender. Impossível. As suas vértebras são fundidas na carapaça e ela tem que carregá-la por toda a existência, explica o zoólogo Flávio Molina, da Fundação Parque Zoológico de São Paulo. E é uma existência longa: elas vivem 100 anos, em média.
Vero voce sabia que nem o jacare consegue quebrar o casco da tartaruga??
eh verdade!!
bom se minha irma deixar eu trago a fabula rimatica que ela fez, conbinado beijao da isa ruivo 5 ano B
queria poder colar a foto da maior tartaruga do mundo eu vou colar laembaixo no lugar de fotos ta vero ? veja ok? beijos da isa

Anônimo disse...

desculpa por escrever muito , mas me enpolguei um pouco ! bjs da isa ruivoo!!!

Profª Veronice Leal disse...

Pessoal, adoro mesmo ler os comentários de vocês! LEIO TODOS!Voc~es têm muitas ideias e uma imaginação pra lá de fértil, por isso venho sempre aqui para saber o que mais vocês viram, que os meus olhos não captaram. A surpresa é crescente! Escrevam, escrevam...A gente aprende muito com vocês!
PS. Isa, não se desculpe por escrever muito. Imagina, se eu vou me importar...Tenho é de agradecê-la por fazer isso de forma espontânea. Fique à vontade. O espaço é NOSSO!
Beijos a todos!

Anônimo disse...

Verô,
O trecho que eu mais gostei foi o trecho que a Tartaruga ficou amiga do Elefante e do Hipotamo.




William

Anônimo disse...

obrigada vero eu vou escrever bastante !
bjs da isa ruivo